Tenho Interesse

5 passos para ajudar o seu filho a se adaptar na casa nova

Descubra como você pode ajudar o seu filho na adaptação da casa nova.

A mudança para uma casa nova é repleta de expectativas e realizações, mas também pode ser marcada por desafios. Enquanto algumas pessoas tentam realizar o sonho da primeira casa própria, outras comemoram a independência financeira. Mas também há quem procure uma residência nova para viver no bairro que sempre desejou ou que esteja buscando um ambiente mais adequado para a criação dos filhos.

Independentemente dos motivos, todos eles são cercados dos mesmos sentimentos e também dos desafios. Para aqueles que têm filhos, existe ainda uma preocupação extra, que é a adaptação da criança no novo lar. Afinal, os pequenos se apegam aos ambientes que frequentam, às pessoas com as quais convivem e, quando tudo isso se modifica, ficam apreensivos. No entanto, isso é normal!

É importante saber que a dificuldade de adaptação varia de acordo com a idade da criança, o que também influencia na forma que você terá de ajudá-la para se adaptar ao novo cenário.

Por volta dos 7 anos, por exemplo, as crianças geralmente conseguem compreender melhor a nova realidade – antes disso é mais difícil, e cada uma vai demonstrar sua angústia e aflição de uma maneira: seja na birra, na irritação ou na falta de apetite. Porém, busque enxergar isso com naturalidade. Se até os adultos ficam aflitos diante de ambientes desconhecidos como um novo emprego, por que as crianças não teriam esse sentimento também?

LEIA TAMBÉM: Veja como usar o seu FGTS para realizar o sonho da casa própria

Nesses momentos, tente lembrar de histórias parecidas de quando você era uma criança aflita e se inspire nas situações de transição. Tenha em mente como foi difícil para você e a maneira como os seus pais agiram e te ajudaram a superar essas fases.

Porém, como sabemos que essa não é uma tarefa tão simples assim, trouxemos algumas dicas que te ajudarão a conduzir o seu filho no processo de adaptação ao novo lar. Confira a seguir!

 

Tente manter o quarto com a mesma cara

Apesar de todo o ambiente novo, ter um cantinho familiar pode ajudar no processo de adaptação do seu pequeno. O quarto é um ambiente naturalmente acolhedor, então tente manter o máximo possível da decoração e dos móveis mais ou menos na mesma posição, para que mantenha o local com a mesma “cara” e possa diminuir o estranhamento, principalmente na hora de dormir.


Dê um presente para tirar o foco dele

Uma dica recorrente entre os pais que já viveram esse desafio, é presentear a criança. Um “presentinho de casa nova” como um livro em quadrinho, por exemplo, é uma boa ideia para que ele possa se distrair durante a noite. Momentos de diversão certamente o ajudarão a se adaptar no novo lar.

LEIA TAMBÉM: Dicas de como mobiliar e decorar seu apartamento

 

Procure manter a rotina habitual

Além do quarto que deve ter um ambiente familiar, busque manter o máximo possível a rotina habitual da criança. Evite alterar o horário do almoço, jantar, lanche, escovar os dentes e dormir.

 

Crie momentos que possam gerar lembranças

Lembra que anteriormente falamos que momentos de diversão ajudariam a criança a se adaptar no novo lar? Então, busque criar situações dentro de casa que proporcionem esses momentos e que vão gerar lembranças depois, como um dia da pizza, outro dia com uma brincadeira diferente como acampar na sala de estar, entre outras.

Esses momentos de distração colaboram para a adaptação da criança, fazendo com que ela tire o foco de um “ambiente desconhecido” e comece a se familiarizar com o local.

 

Elogie a casa nova na frente do seu filho

Sempre que possível, busque elogiar o novo lar, destaque como a “casa nova” é legal e o quanto o quarto dele é mais bonito. Mostre a paisagem da janela, as árvores bonitas que conseguem enxergar e apresente o máximo de novidades que a casa antiga não tinha e que agora ele pode explorar.

Outra dica interessante é deixar que a criança apresente o novo lar para os visitantes. Permita  que ela apresente cada cômodo para os seus amigos e familiares.

LEIA TAMBÉM: Morar em Araraquara: confira as 5 vantagens


Gostou das nossas dicas? Continue acompanhando o nosso
blog para receber mais informações sobre mudanças, mercado imobiliário e sobre a cidade de Araraquara (SP).

Open chat